pistache

Com certeza você já ouviu algumas expressões com a palavra pistache. “Quero um sorvete de pistache”, ou “essa verde é cor pistache”. Muitas pessoas associam o pistache ao creme verdinho e com gosto exótico, mas já se perguntou o que é pistache?

 

Nesse artigo, responderemos algumas perguntas interessantes sobre a oleaginosa:

 

  • O que é realmente o pistache?
  • Pistache serve pra que?
  • Quais são os benefícios do pistache?

 

Vamos começar pela origem dessa semente exótica. A viagem em torno de sua história começa na Ásia Central e passa pela Ásia Menor até chegar aos pratos variados e deliciosos em nossa mesa.

 

Origem Do Pistache

 

O pé de pistache pertence à família da Anacardiaceae do género Pistacia. O fruto do pé de pistache é seco e verde, por isso a cor característica do sorvete ou creme de pistache. A árvore é pequena, atingindo apenas 5 a 7 metros de altura.

 

O pistache – planta proveniente do sudoeste asiático (Ásia Menor, Irão, Síria, Israel e Palestina), provê as sementes que dão origem a saborosas receitas com pistache. Entre elas:

 

  • Doce de pistache
  • Bolo de pistache
  • Brigadeiro de pistache
  • Creme de pistache
  • Sorvete de pistache
  • Pudim de pistache
  • Pasta de pistache
  • E muito mais.

 

Muitos pratos são enriquecidos com a deliciosa semente. Principalmente aqui no Brasil, é conhecido por incrementar pratos doces. Mas será que além de gostoso existem benefícios?

 

A boa notícia é que sim. O pistache além de ser uma variação saborosa para o cardápio, ainda possui riquezas que vão muito além de uma especiaria da culinária. Agora que esclarecemos, vamos considerar outro tópico:

 

Benefícios

 

Para falarmos sobre pistache e seus benefícios é interessante nos lembrarmos da composição dessa semente. É uma oleaginosa rica em nutrientes. Entre as suas principais composições estão:

 

  • ácidos graxos benéficos para a saúde cardiovascular,
  • proteínas,
  • fibras,
  • potássio,
  • magnésio,
  • vitamina K,
  • y-tocoferol (vitamina E) e
  • inúmeros fitoquímicos.

 

A cor dessa castanha é verde e roxa por causa da presença de luteína e antocianina. A luteína ajuda na fotoproteção dos olhos, além de combater os danos causados pelos raios ultravioleta na pele. Já a antocianina tem efeitos antioxidantes – combatendo os radicais livres, anti-inflamatórios e ainda atua no controle da glicemia.

 

O pistache ainda contém altos índices de potássio, vitamina K, Y-tocoferol, fitosteróis e carotenóides. Quando o castanha é consumido com moderação, auxilia na redução de peso, por causa do seu efeito de saciedade.

 

Além de tudo o que foi mencionado, podemos alencar mais inúmeros benefícios.

 

Pistache benefícios:

 

  • Semente antioxidante e anti-inflamatória
  • Ajuda no controle glicêmico
  • Rico em fibras
  • Semente importante para a saúde da pele e da visão
  • Auxilia na saúde dos ossos
  • Rico em gorduras boas promovendo a saúde coronária

 

Por ser rica em antioxidante, a semente de protege o corpo dos danos causados pelos radicais livres. O escudo de proteção das células das sementes de pistache são antioxidantes como a vitamina E e carotenoides (betacaroteno e luteína).

 

Além de ajudarem na prevenção da oxidação de colesterol LDL, elas impedem a inflamação e a sua deposição nos vasos sanguíneos causando doenças cardiovasculares, por exemplo. Ao adicionar sementes de pistache nas refeições, pesquisas mostram que elas ajudam no controle glicêmico.

 

Por ser rico em fibras, é o braço direito do intestino, pois uma porção de aproximadamente 30 gramas fornece 3 gramas de fibra dietética, ou aproximadamente 12% da recomendação diária, contribuindo assim para o bom funcionamento do aparelho intestinal. Isso nos leva as suas propriedades de saciedade, o que contribui também para o controle de peso.

 

A luteína é muito importante para a proteção dos olhos e da pele dos raios ultravioleta. Portanto, as sementes de pistache são muito importantes para a saúde. É valido lembrar que cada tipo de castanha possui uma mistura diferente de nutrientes, portanto é importante consumir uma variedade delas durante as refeições.

 

Recomendações para o consumo

 

Para as sementes, não existe uma recomendação. Sugere-se que se consuma aproximadamente 20 a 30 gramas de castanhas por dia. Pode-se consumir a oleaginosa entre refeições ou em lanches, por exemplo.

 

Uma recomendação muito importante quanto ao uso é averiguar se as sementes tem sinal de mofo ou foram danificadas por insetos. Na hora da compra, dê preferencia aos frutos com casca, pois o risco de adquirir um produto contaminado por aflatoxinas é menor.

 

Essa recomendação é importante, pois se as sementes contaminadas por fungos forem consumidas constantemente, pode aumentar o risco de câncer hepático em longo prazo.

 

Receita de brigadeiro de pistache

 

Como já vimos, é muito utilizado em receitas diversas e pode ser consumido sem medo. O pistache geralmente é consumido torrado e salgado, como se fosse amendoim. É muito usado em diversas receitas, especialmente em pratos doces.

 

Então, como bônus nessa matéria, que tal aprender a fazer um docinho?

 

Siga o tutorial abaixo e faça seu próprio brigadeiro de pistache com gostinho de “quero mais”.

 

Ingredientes brigadeiro de pistache

 

  • 1 Lata de Leite Condensado
  • 1 Caixa de Creme de Leite UHT
  • 25g de Leite em Pó
  • 50g de Pistache Triturado
  • 20g de Pasta de Pistache
  • Pistache Triturado para Confeitar

Modo de preparo

  • Misture os seguintes ingredientes: o leite condensado, o creme de leite, o leite em pó e o pistache triturado em uma panela.
  • Cozinhe tudo sem parar de mexer até o doce ficar no ponto de brigadeiro, quando já estiver desgrudando do fundo da panela.
  • Após retirar do fogo, adicione a pasta de pistache. Leve à geladeira para que esfrie bem.
  • Unte as mãos com manteiga e depois enrole os brigadeiros cobrindo-os com o pistache triturado.
  • Caso você não tenha a pasta de pistache, utilize algumas gotinhas de corante verde e extrato ou essência de pistache após o cozimento.

Gostou de aprender um pouco mais sobre essas curiosidades? Descubra mais lendo outras matérias do site e deixe seus comentários aqui embaixo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!